Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
16/11/21 às 18h14 - Atualizado em 16/11/21 às 19h35

Mulheres Vencedoras – Qualificação Profissional

COMPARTILHAR

 

A importância da garantia de uma renda fixa faz parte da realidade de todo cidadão, seja homem ou mulher. No entanto, não é segredo para ninguém que o mercado de trabalho é um ambiente competitivo. Homens, na faixa etária de 25 a 40 anos, com boa escolaridade e qualificação profissional têm uma larga vantagem nesse jogo de empregabilidade. Além do que, para mulheres de baixa renda, a conquista de um emprego pode representar muito mais que o status de ser empregada, pode ser a representatividade de uma independência financeira e, por consequência, a independência de um julgo que vai além da convivência nada pacífica em seu próprio lar.

 

 

Foi pensando nessa equidade de direitos pela inserção no mercado de trabalho que Bruna Laís, moradora de Ceilândia, na Expansão no Setor O, decidiu fazer parte do programa Mulheres Vencedoras – Capacitação e Profissionalização Feminina da Secretaria de Trabalhadora em parceria dom o Instituto Missões Hoje. “A mulher tem que ter seu espaço. Infelizmente, até hoje a gente não vê isso. Além disso é bom ter uma independência financeira, ainda mais no mercado da beleza, que é um ramo que está crescendo, independente de crise de pandemia, é um mercado que cresce a cada dia”, completa Bruna.

Já Sabrina da Silva resolveu fazer o curso pensando no próximo. “Acredito que posso deixar outras mulheres mais felizes com a autoestima elevada, através da maquiagem e os cuidados da pele. Trabalhei na área da beleza, como manicure e não me adaptei. Nesse curso quero me especializar em maquiagem. Terminando, pretendo atuar na área”, garante Sabrina.

 

 

 

Os cursos do projeto Mulheres Vencedoras são partes do programa de Capacitação e Profissionalização Feminina. Podem participar pessoas do gênero feminino, maiores de 16 anos, moradoras do Distrito Federal e que estejam desempregadas. As aulas são ministradas pelo Instituto Missões Hoje e conta com 180 vagas para aulas no período da manhã, 180 para o turno da tarde. A formação tem carga horária mínima de 60 horas e as atividades são divididas entre aulas teóricas, práticas e palestras, que acontecem de segunda a sexta-feira.

As turmas da manhã vão estudam das 9h às 12h. Durante a tarde, as aulas vão das 13h30 às 16h30. Ao fim dos cursos, as alunas que obtiverem 75% de presença e conseguirem passar nas provas vão receber um certificado.

 

 

As aulas, com têm atividades presenciais em uma estrutura montada na Praça da Bíblia, em Ceilândia. A formação é nas seguintes áreas:

  • Maquiagem
  • Auxiliar de escritório
  • Design de sobrancelhas
  • Cabeleireira profissional
  • Extensão de cílios
  • Manicure e pedicure

 

Para a especialista em sessão de cílios, a professora Tamires Galdino, o mercado da beleza está aquecido. “O mercado de trabalho nessa área tem tido uma procura muito grande desde a pandemia. A gente tem usado máscara o tempo todo e as mulheres querem destacar sua beleza, realçando o o olhar. Desde o ano passado a gente vem fazendo uns programas legais com extensão de cílios, o mercado está bastante aquecido nessa área”, completou Tamires.

 

 

 

A coordenadora geral do Instituto Missão Hoje, Janaína Karlen, entende que a parceria entre o Instituto e a Secretaria de Trabalho veio em boa hora e deve ser bem aproveitado. “O Impacto é abranger a área da beleza e aproveitar a oportunidade, já que a pandemia deixou muitas pessoas com dificuldades. E essa é uma nova oportunidade para que essas mulheres possam ter mais que um emprego, um objetivo, não apenas para esse momento difícil, mas para toda vida”, finalizou Janaína.