Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
19/08/16 às 17h58 - Atualizado em 29/10/18 às 10h45

Secretaria Adjunta do Trabalho realiza palestras de recolocação no mercado de trabalho

COMPARTILHAR

Encontros ocorrem sempre às quintas-feiras, no Setor Comercial Sul, das 14 às 17 horas


Aline Juventino dos Santos está há cinco anos fora do mercado de trabalho devido uma gestação de trigêmeos. Ela optou por ficar em casa e dedicar-se a cuidar das crianças. Mas, há cinco meses, Aline decidiu voltar a trabalhar. Concluiu o curso do Qualifica Mais Brasília e, hoje, participou da palestra preparatória de recolocação profissional. “Estou me atualizando, me reciclando, reaprendendo como fazer um currículo, como me apresentar para vaga de emprego. A gente ganha autoconfiança. Já me sinto preparada”.

Vanessa Rufino, técnica em enfermagem, nasceu em Pernambuco e morra em Brasília há oito meses, também fazia parte da turma de recolocação profissional. “É importante saber que o governo está preocupado em trazer a gente de volta ao mercado de trabalho. Não apenas fazendo um curso por fazer, para criar estatística. Mas, também na questão do currículo e como se portar, pois quando perdemos o emprego perdemos a autoestima. ”

Pessoas que concluíram algum curso do Qualifica Mais Brasília podem participar de palestras preparatórias para aumentar as chances de se inserir no mercado de trabalho. Organizada pela Secretaria do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos, a capacitação complementar é presencial e tem duração de três horas — duas horas de exposição de conteúdo, na Secretaria do Trabalho, e uma hora de atividade prática, na Agência do Trabalhador do Plano Piloto.

O conteúdo abrange temas como orçamento doméstico, no qual os participantes aprendem a controlar melhor os gastos em casa; elaboração de currículos, em que são passadas dicas de como organizar corretamente as informações profissionais; noções de empreendedorismo, para quem pretende investir em um negócio próprio; e técnicas para entrevista de emprego, em que são apresentadas orientações de como proceder durante uma conversa com empregadores. Ao fim da etapa teórica, os inscritos aplicam os conhecimentos na Agência do Trabalhador, onde são feitos os encaminhamentos para vagas de trabalho disponíveis.

As palestras começaram em junho, assim que os primeiros participantes dos cursos do Qualifica Mais Brasília se formaram. A secretaria entra em contato, por telefone, com quem imprimiu o certificado e os convidam para a atividade. “A palestra é o complemento dos cursos on-line. Nossa proposta não é qualificar por qualificar. É uma política de Estado que visa à inserção real do trabalhador no mercado”, explica o diretor de Planejamento de Qualificação Profissional, da Secretaria do Trabalho, Alisson Lopes. 

Como funciona o Qualifica Mais Brasília

O Qualifica Mais Brasília, programa de capacitação da mão de obra do Distrito Federal, oferece 21 cursos on-line gratuitos. São módulos tradicionais, como assistente administrativo e auxiliar de contabilidade, mas também formações com foco em inovação — criando um novo negócio digital e tornando-se um microempreendedor individual.

Desde que foi lançado, em 21 de março, a plataforma registrou 23.095 inscritos. Desses, 7.174 alunos se formaram, e 6.537 imprimiram os certificados. Os cursos são divididos em três categorias: aprenda uma profissão, atualize seus conhecimentos e seja um empreendedor. Não há pré-requisitos de idade nem de formação para se inscrever; basta que os interessados preencham formulário com dados pessoais, como endereço, telefone e e-mail. Com isso, será criada uma senha para acesso às aulas e às apostilas. Quem já tiver cadastro só precisa informar o número do cadastro de pessoas físicas (CPF) e a senha.

Palestras de recolocação profissional

Todas as quintas-feiras, das 14 às 17 horas


Na sede da Secretaria do Trabalho — no Setor Comercial Sul, Quadra 6

 

Os 21 cursos do Portal de Qualificação Profissional

Abrindo um novo negócio (40 horas)

Análise de crédito e cobrança (40 horas)

Assistente administrativo (160 horas)

Assistente de marketing  (40 horas)

Atendimento ao público (40 horas)

Auxiliar de contabilidade (160 horas)

Auxiliar de escritório (160 horas)

Auxiliar de pessoal (160 horas)

Criando um novo negócio digital (40 horas)

Formação de preço de venda (160 horas)

Gerenciando micro e pequenas empresas (40 horas)

Gestão financeira (40 horas)

Inglês básico instrumental (40 horas)

Microsoft Excel (40 horas)

Microsoft Word (40 horas)

Operador de micro (160 horas)

Planejamento estratégico (40 horas)

Recepcionista (160 horas)

Recolocação profissional (40 horas)

Telemarketing (40 horas)

Tornando-se um microempreendedor individual (40 horas)