Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
6/09/16 às 18h49 - Atualizado em 29/10/18 às 10h45

Segundo Dia D no DF – 23 de setembro

COMPARTILHAR

26 empresas vão oferecer 200 vagas de emprego para pessoas com deficiência


 

Vem aí o segundo Dia D no DF, que será realizado no dia 23 de setembro, das 8h às 18h, simultaneamente nas Agências do Trabalhador do Plano Piloto e de Taguatinga. O Dia D – Dia de Inclusão Social e Profissional das Pessoas com Deficiência e dos Beneficiários Reabilitados do INSS é uma campanha nacional impulsionada pelo Ministério do Trabalho e da Previdência Social.

No dia 23, as duas agências vão atender somente pessoas com deficiência e encaminhá-las para o mercado de trabalho, dentro das próprias agências, a partir da oferta de espaço, onde as empresas poderão realizar as entrevistas de emprego. Serão oferecidas 200 vagas de emprego para este público nesta edição.

No Dia D do ano passado, a Secretaria do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos (Sedestmidh) capturou mais de 500 vagas no mercado para pessoas com deficiência e ocupou boa parte delas, por meio dessa intermediação de mão de obra.

Além do dia D, a Sedestmidh trabalha o ano inteiro em prol da pessoa com deficiência. Inaugurou a Agência do Trabalhador PCD, em dezembro de 2015, na Estação do Metrô da 112 Sul. De dezembro a julho deste ano, a Sedestmidh inseriu 395 trabalhadores PCD no mercado de trabalho.

Rede de Proteção à Pessoa com Deficiência no DF

A Sedestmidh tem uma rede de proteção à pessoa com deficiência no Distrito Federal, composta por uma Central de Libras, Agência do Trabalhador para Pessoas com Deficiência, Gerencia de Oportunidades de Emprego da Coordenação de Pessoas com Deficiência, a Estação da Cidadania e instituições conveniadas.

A Estação da Cidadania, na Estação do Metrô da 112 Sul, é o local para solicitar o passe livre para pessoas com deficiência, deficientes auditivos e visuais, pessoas com insuficiência renal, câncer e cardiopatia.

Além disso, por meio de convênios, a Sedestmidh promove ações de reabilitação e habilitação para pessoas com deficiência em seis instituições: Associação Pestalozzi de Brasília, Associação de Mães, Pais e Reabilitadores de Excepcionais – AMPARE, Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais do DF- APAE, Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais e Deficientes de Taguatinga e Ceilândia – APAED, Associação das Obras Pavonianas de Brasília – CEAL e Centro de Ensino e Reabilitação – CER.

Estas instituições realizam serviços de ações de habilitação e reabilitação, atendimento especializado assistencial, orientação sociofamiliar, sociorecreativas, psicopedagógicas e clínico.

Ainda por meio de convênios, a Sedestmidh, oferece o acolhimento institucional em cinco instituições: Abrigo dos Excepcionais de Ceilândia – AEC, Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais e Deficientes de Taguatinga e Ceilândia – APAED, Instituto Dom Orione, Vila do Pequenino Jesus e Vila São José Bento Cottolengo.

Estas cinco organizações da sociedade civil ofertam 1.050 vagas de acolhimento para adultos com deficiência. O serviço consiste na promoção de proteção integral com moradia, alimentação, higiene, segurança, afeto, construção progressiva de autonomia, inclusão social, e quando possível, o fortalecimento dos vínculos familiares.

Os encaminhamentos são realizados em um dos nove Centros de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), 26 Centros de Referência de Assistência Social (CRAS), Instituições das demais Políticas Públicas Setoriais e Órgãos do Sistema de Garantia de Direitos. Estas pessoas possuem prioridade no cadastramento do CadÚnico – cartão que é requerido pelo CRAS e dá acesso aos benefícios socioassistênciais (DF Sem Miséria, Bolsa Família, Auxílio Vulnerabilidade, Cesta Básicas Emergenciais e Benefício Excepcional).