Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
31/08/17 às 14h56 - Atualizado em 29/10/18 às 10h45

Espaço para fortalecer a economia solidária no DF e Região Metropolitana

COMPARTILHAR

Na manhã desta quinta-feira (31), o governador Rodrigo Rollemberg inaugurou o Centro Público de Economia Popular e Solidária (CPES), vinculado à Secretaria do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos (Sedestmidh), com a presença de representantes de diversos segmentos do setor, do setor produtivo empresarial e dos governos local e federal.

O centro fica na antiga Galeria do Trabalhador, na Asa Norte, ao lado do shopping Conjunto Nacional, e vai funcionar de segunda a sexta-feira, das 9 horas ao meio dia e das 14h às 18 horas.

No local, o governador assinou o decreto, para ser publicado no Diário Oficial, que cria o Conselho Distrital de Economia Popular e Solidária do Distrito Federal, órgão colegiado de caráter consultivo e deliberativo, também vinculado à Sedestmidh.

O conselho será formado por seis representantes do Governo de Brasília das pastas Sedestmidh; Economia e Desenvolvimento Sustentável; Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural; Casa Civil, Relações Institucionais e Sociais; Cultura; Crianças, Adolescentes e Juventude; e Esporte, Turismo e Lazer.

O Centro de Economia Solidária foi instituído pela Portaria nº 155 de 21 de julho de 2017, para ser espaço público multifuncional de referência que abrigará uma série de iniciativas voltadas para o fortalecimento da economia solidária no Distrito Federal e nas 19 cidades da Região Metropolitana (RIDE).

O local foi planejado para ser também espaço de articulação e integração dos diversos atores sociais que atuam em consonância com os fundamentos da economia solidária no DF e região metropolitana; de estímulo ao diálogo e integração com outras políticas complementares de governo, a fim de fomentar parcerias, organização, consolidação e sustentabilidade dos Empreendimentos Econômicos Solidários (EES).   

Para o secretário da Sedestmidh, Gutemberg Gomes, a unidade vai investir na geração de emprego e renda, unir as pessoas e famílias urbanas e rurais que atuam na economia solidária, no Distrito Federal e nas 19 cidades vizinhas. A meta, garante o secretário, é mapear o setor, diagnosticar os problemas e as soluções para melhor enfrentar a crise do desemprego. O Prospera – fundo de geração de emprego e renda, segundo Gutemberg Gomes, será um grande aliado da economia solidária.

Thiago Jarjour, secretário adjunto do Trabalho, o centro é um dos poucos no país e pode vir a ser uma referência nacional. A unidade contará com integral apoio da Secretaria Nacional de Economia Solidária do Ministério do Trabalho, garantiu o titular da pasta Nadalino Oldakoski, que representou o ministro Ronaldo Nogueira na solenidade. Segundo ele, a grande missão do governo é alcançar esse público no país e replicar essa política de desenvolvimento.

 

Agenda

O estacionamento em frente ao centro foi fechado e será um espaço para feiras e exposição da produção dos Empreendimentos de Economia Solidária. No dia da inauguração, 17 bancas foram montadas e nelas vários empreendimentos mostraram seus produtos e serviços. Até o final do ano, a programação é a seguinte:

 

Setembro

14 e 15 – CPES-DF

16 a 23 – Conecta IF – Centro de Convenções Ulysses Guimarães

 

Outubro

9 e 10 – CPES-DF

 

Novembro

9 e 10 – CPES-DF

 

Dezembro

7 e 8 – CPES-DF

14 e 15 – CPES-DF

21 e 22 – CPES-DF