Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
15/03/21 às 12h20 - Atualizado em 16/03/21 às 15h39

Entrevista de emprego: Conheça dicas cruciais na busca por trabalho

COMPARTILHAR

Candidatos precisam ser preparar para para preencher postos disponíveis em tempo de alta taxa de desemprego

 

O mundo convive com a pandemia do coronavírus há um ano, e também com todas as consequências causadas por ela. Uma delas foi o desemprego, que infelizmente atingiu diversas pessoas no Distrito Federal. De acordo com a Pesquisa Emprego e Desemprego no DF, produzida pela Companhia de Planejamento (Codeplan), a taxa de desemprego total foi de 18,1% em janeiro.

 

3.176 Total de vagas captadas pelas agências do trabalhador em 2021

 

Nos dois primeiros meses de 2021, as Agências do Trabalhador captaram 3.176 vagas de emprego, para as quais foram encaminhadas 5.727 candidatos. No entanto, segundo a Secretaria de Trabalho, o número de pessoas colocadas para estas oportunidades foi baixo, mostrando que há uma necessidade de saber como se colocar ou se recolocar no mercado de trabalho.

Pensando nisso, a Agência Brasília traz para você dicas de como se preparar bem para uma entrevista de emprego, momento crucial na busca por trabalho. O analista de políticas públicas e gestão governamental da Secretaria de Trabalho, Marcos Barbosa, explica qual a melhor maneira de preparar seu currículo, como se portar durante a entrevista, entre outras estratégias.

 

O currículo tem que ser personalizado para cada vaga de emprego

 

Confira as dicas logo abaixo.

 

Elaborando o currículo

A primeira coisa a se fazer é melhorar o currículo com qualificação, portanto é importante fazer cursos dentro da área, pois um currículo fraco gera dificuldade na hora de buscar emprego. Segunda coisa: currículo não é panfleto. É um erro escrever um modelo, tirar cópias e sair distribuindo nas empresas. O currículo tem que ser personalizado para cada vaga de emprego. Além disso, trazer um pequeno histórico da empresa, saber qual a sua missão, é um grande diferencial. Para o recrutador, isso mostra que a pessoa se deu ao trabalho de conhecer a empresa, e já define que é um candidato diferenciado.

Horário combinado

É importante chegar com antecedência à entrevista de emprego, pelo menos 30 minutos antes. Assim, a pessoa já vai conhecendo o ambiente, se climatizando, conhecendo como funciona a empresa e, principalmente, diminuindo um pouco do stress que esses momentos podem gerar.

Vestuário adequado

Para saber qual roupa vestir é importante que você conheça a empresa. As pessoas sempre pensam em um estilo social, mas existem empresas que não demandam necessariamente esse tipo de roupa. Por isso, é muito importante conhecer o perfil da empresa, o que ela deseja, qual tipo de consumidor ela atende.

Comportamento ideal

Vá com a certeza de que o emprego é seu. Demonstre confiança, que você deseja o emprego, porém sem deixar transparecer que está precisando. Seja verdadeiro sobre aquilo que você tem e conhece. Se for indagado sobre algo que não conhece, diga que não sabe. Muitos instrutores também perguntam sobre um defeito e uma virtude. O que ele quer nesse momento é saber se a pessoa reconhece que tem defeitos e se está trabalhando para corrigi-los. Sempre é bom lembrar que o recrutador não está ali para te descartar da vaga, ele está ali para te auxiliar.

Depois da entrevista

Siga as instruções do pós-entrevista. Caso te disserem que vão te ligar em certa data, aguarde.  Caso marquem para comparecer certa data na empresa, compareça no dia certo. Checar sempre o e-mail, inclusive spam. E se você não foi contatado, ou ouve recusa, entre em contato com o recrutador, agradeça a oportunidade de ter sido entrevistado, pergunte, de forma educada, onde foi que você errou na entrevista para que não seja cometida a falha novamente. Pegar o feedback é muito importante, assim como se colocar à disposição para uma nova entrevista. Isso demonstra personalidade e maturidade suficiente para aceitar uma negativa e se auto corrigir.

Leia também...