Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
1/06/21 às 15h36 - Atualizado em 9/06/21 às 15h59

Cidades bem-cuidadas e profissionais mais qualificados

COMPARTILHAR

Cidades bem-cuidadas e profissionais capacitados para o mercado de trabalho. É dessa forma que o programa Renova-DF nasce como um remédio para combater a crise econômica e vencer a pandemia. O Governo do Distrito Federal (GDF) vai investir R$ 18 milhões para qualificar desempregados e ajudar a inseri-los novamente no mercado de trabalho nas áreas de construção e jardinagem.

 

São três mil vagas para alunos que vão receber um salário mínimo (R$ 1.100), além de auxílio transporte e seguro contra acidentes pessoais. É o caso de Paulo Geraldo de Oliveira, 39 anos, que não esconde a felicidade para começar o curso de jardinagem oferecido pelo Renova-DF . “Peguei uma oportunidade dessa e não deixei escapar. É uma chance que o governo está dando e também de eu levar o sustento para casa, até porque tenho três filhos”, destaca.

 

Esse alunos já estavam matriculados. As inscrições se encerraram no ano passado.

 

 

 

 

No evento de lançamento do Renova-DF realizado nesta segunda-feira (31) na Praça da Bíblia, em Ceilândia, o governador Ibaneis Rocha destacou a importância da iniciativa no impulsionamento da economia. “Podem ter confiança de que nós vamos fazer muito pelas cidades. Só com obras públicas são mais de 30 mil empregos no DF. A pandemia chegou, mas o abandono não chegou. A pandemia assolou a vida dos nossos, mas não assolou a vontade de trabalharmos pela população do DF”, afirmou o chefe do Executivo.
Para o secretário de Governo, José Humberto Pires, o Renova-DF é capaz de transformar pessoas e cidades. “É um programa de grande relevância, porque possibilita a inclusão social pelo trabalho e qualificação das pessoas envolvidas. Depois, essas pessoas têm condições de irem ao mercado de trabalho e conseguirem emprego nas áreas em que foram qualificadas. E também porque cuida da cidade na prática. E aprender na prática é fundamental. Na medida em que vai aprendendo, a pessoa devolve o que aprendeu em serviços e melhorias para as cidades”, aponta.

São três meses de formação para cada grupo de mil alunos com 20 horas semanais. Eles vão ter aulas teóricas e práticas ministradas pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) para cursos de carpinteiro, jardineiro, eletricista, encanador, serralheiro e pedreiro. Nas aulas práticas, os estudantes farão a recuperação de praças, parques infantis, quadras, campos de futebol, Pontos de Encontro Comunitário (PECs), calçadas, jardins e paradas de ônibus. O secretário de Trabalho, Thales Mendes, fez questão de destacar o tom de inovação do Renova-DF. “Nenhum governo no país lançou um programa dessa magnitude. Esse é um dos grandes passos para a retomada da economia do DF. Vamos capacitar pessoas para que elas consigam emprego e tenham uma vida melhor. É a recuperação da dignidade e da autoestima das pessoas”, afirmou o secretário.O Renova-DF é uma parceria que envolve as secretarias de Trabalho, de Governo e de Transporte e Mobilidade; as companhias Urbanizadora da Nova Capital (Novacap), de Saneamento Ambiental do DF (Caesb) e Energética de Brasília (CEB); além do Serviço de Limpeza Urbana (SLU) e Departamento de Trânsito do DF (Detran-DF). A iniciativa vai percorrer todas as regiões administrativas do DF, iniciando por Ceilândia e, depois, Samambaia. Os participantes devem ter frequência e aproveitamento igual ou acima de 80% para receber os auxílios e o certificado de conclusão de curso. Aqueles que tiverem acima desse percentual poderão participar, gratuitamente, de qualquer outra formação oferecida pelo Senai-DF. Alunos analfabetos terão curso de alfabetização sem custos.

 

 

Os estudantes já foram selecionados e entregaram toda a documentação. Participam pessoas com mais de 18 anos; moradores do DF; nato, naturalizado ou estrangeiro em situação regular no país; e em situação de desemprego. Para o administrador de Ceilândia, Marcelo Piauí, o Renova-DF “vem não só para qualificar, mas, também, para deixar a cidade mais limpa e organizada”.

 

 

 

Presidente da Federação das Indústrias do Distrito Federal (Fibra-DF), Jamal Bittar elogiou a iniciativa do GDF. “Esse programa é de uma grandeza ímpar. A Fibra agradece ao GDF pela confiança que tem tido com o setor de indústria. Você, governador Ibaneis Rocha, tem demonstrado isso a cada ação e programa que estimula o Sistema S. Já tivemos a abordagem de cinco estados que querem copiar o programa, uma iniciativa que dá renda, prática e revitaliza equipamentos públicos”, observa.