Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
22/09/16 às 17h24 - Atualizado em 29/10/18 às 10h45

Campus Day de Brasília

COMPARTILHAR

O ar tecnológico e inovador será no dia 5 de novembro


Conhecida como a prévia da Campus Party, o evento preferido pelos nerds, geeks, empreendedores do setor e amantes da tecnologia, a Campus Day chegará pela primeira vez na capital federal e transformará o Salão Master do Centro de Convenções Ulysses Guimarães em protagonista da edição, no dia 5 de novembro, das 14h às 22h.

As 2.000 inscrições serão gratuitas, poderão ser feitas em breve e darão acesso a uma série de atrações. Ao total serão oito horas de palestras nacionais e internacionais, com a presença de magistrais e keynotes. O SEO da Campus Party, Paco Regagele, e Dados Schneider são dois nomes já confirmados.

Durante o dia haverá mostras em modelo TEDx, oficinas e espaço hackaton, onde ocorrerá maratona de programação na qual hackers se reúnem para explorar dados abertos, desvendar códigos e sistemas lógicos. Além de discutir novas ideias e desenvolver projetos de software ou mesmo de hardware. A estrutura ainda conta com a área startup & makers, focada no empreendedorismo. Na ocasião, os startups terão a oportunidade de divulgar seus projetos no formato de pitch.

As temáticas da edição brasiliense são diferentes das abordadas nas edições anteriores que aconteceram no Brasil. Na capital a temática abordará dados abertos, empreendedorismo e educação. Terá discussão acerca da tecnologia utilizada nos drones, robótica, realidade virtual, campus experience, comunidades, universidades e hackaton e apresentação destas tecnologias aos antenados em inovações.

Segundo o presidente do Instituto Campus Party, Francesco Farruggia, o evento e a prévia mexerão com a economia da cidade, pois pessoas ávidas por tecnologias e moradoras da região Centro-Oeste devem comparecer e conferir a iniciativa.
Para o secretário adjunto do Trabalho e Empreendedorismo, Thiago Jarjour, o acontecimento visa aquecer o ecossistema de inovação, tecnologia e empreendedorismo. Acima de tudo prepara Brasília para a edição brasiliense da Campus Party. “É importante investir no mercado de tecnologia e empreendedorismo do Distrito Federal. É uma área muito rica para a economia, porém pouco explorada”, disse.

CAMPUS PARTY
A Campus Party ocorrerá em julho de 2017 e terá duração de seis dias interruptos, ou seja, a feira tecnológica não para, funciona durante 24 horas por dia. Por isso, os participantes viciados em tecnologias acampam no local, assim dão sequência à jornada, desenvolvem projetos, aplicativos e, principalmente, novas parcerias com foco no desenvolvimento do setor. As expectativas é que três mil geeks e nerds acampem no local e mais 40 mil visitem a feira em Brasília.

No ano passado, a feira passou por São Paulo e Recife e movimentou 8 mil campuseiros que acamparam no local, além de mais de 82 mil visitantes. Foram mais de 600 palestrantes e 700 horas de conteúdo.

Origem
A Campus Party surgiu na Espanha, em 1997, e é considerado um dos maiores festivais de tecnologia do mundo. Ocorre anualmente na Argentina, na Costa Rica, no Equador, na Holanda, na Itália e no México. Além desses países, foi promovido na Alemanha, na Colômbia, em El Salvador e na Inglaterra.

No Brasil, a primeira edição foi em São Paulo, em 2008, e teve 3,3 mil participantes. No ano seguinte, o número mais que duplicou, reunindo 6.655 pessoas. Desde 2012, Recife também começou a desenvolvê-lo, com cerca de 2 mil inscritos. Em 2017, São Paulo, Recife, Brasília e Belo Horizonte sediam a feira tecnológica.

Por Camila Piacesi