Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
5/10/16 às 19h05 - Atualizado em 29/10/18 às 10h45

24 Quintas Culturais

COMPARTILHAR

Mais de 100 horas de música e quase 7 mil pessoas no SCS


Com 24 edições, quase 7 mil pessoas e mais de 100 horas de música com bandas da cidade a Quinta Cultural, a partir desta quinta-feira (25º edição), seguirá sob responsabilidade do Projeto Kombiando, assim o evento continuará a trazer cultura e vida noturna ao Setor Comercial Sul. A Secretaria do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos (Sedestmidh) foi a criadora e realizadora, mas passa a ser apoiadora.

Kombiando esteve presente em 13 Quintas. A Kombi customizada com telão tem a DJ Angélica que manda mixagens dos clássicos do rock, pop, eletrônico e mpb para a galera.  A Quinta sempre abre espaço para uma banda da cidade tocar e conta com Food Trucks e Foods Bikes com o melhor da gastronomia da cidade. Dependendo das edições, as opções de comida variam de brigadeiro gourmet à culinária vegana, alemã, japonesa, chinesa e hambúrguer artesanal.

Desde abril, quando começou a Quinta, o Setor vem mudando a sua cara e mostra aos brasilienses que pode sim sediar eventos com música, comida e lazer. Isso está acontecendo por causa do conjunto de ações do Centro Legal, que visa a revitalização por completo do lugar. A ação tem o objetivo de reestruturar a região central do Plano Piloto por meio de melhorias na infraestrutura, na segurança e no trânsito. Levar movimentação e tirar este ar estigmatizado da população em relação ao Setor também fazem parte da medida.

Para o subsecretário adjunto do Trabalho do DF, Thiago Jarjour, a ação fez com que surgisse outras festas e ocupações de espaços no local. Segundo ele, o projeto representa bem os resultados de quando governo e sociedade trabalham em conjunto. “O programa superou todas as expectativas. Quando começamos, havia descrédito da proposta de ocupar o local. Hoje, ele é um dos selos do governo”, avalia.

A última edição ocorreu na quinta-feira (29), com a presença da colaboradora do governo, Márcia Rollemberg, do secretário adjunto do Trabalho, Thiago Jarjour, da Comunicação, Luciano Suassuna, e do deputado distrital Joe Valle – idealizador do Projeto, iniciado durante a sua gestão na Sedestmidh. A Quinta ocorre na Quadra 4, no estacionamento ao lado do Museu dos Correios, sempre às quintas-feiras. As edições começam às 17h e vão até às 23h.

Música

Ao total, foram 21 bandas, 7 cantores ou duplas, 1 DJ, mais o Kombiando e duas apresentações do UroKombi. Teve edição com rock, outras com MPB, merengue, percussão e outros. A Banda Muntchaco, por exemplo, tocou do Batidão ao Tango, do Marrocos ao Araripe, do Ska ao Afrobeat, de Camboja à Samambaia, da Cumbia ao Arroxa na festa.

A 23ª foi em homenagem ao Dia Mundial Sem Carro e começou ao meio dia no estacionamento em frente ao shopping Pátio Brasil, com o apoio da Transamérica, que chamou Toma Rock Transamérica com as bandas: Adriah, DiBoreste e Alarmes.

A Violeta Groove arrasou na edição especial da Virada do Cerrado com o seu som pauleira. Marssal levou o bom Rock and Roll com ritmos dançantes à Quinta. Já a Instrumental Brasília com a participação de Laercio Pimental trouxe música de qualidade aos amantes do estilo clássico, igual Paulo Figueiroa (gaita) e Fábio Nolasco (violão), que também mandaram muito.

As batuqueiras fizeram uma apresentação na 12ª Quinta que foi um sucesso! O DF Record filmou e o som foi ao ar, ao vivo. Na ocasião, teve também o lançamento da campanha solidária “Quem tem põe. Quem não tem pega! Todas as edições tiveram os porta-vozes da cultural da Revista Traços vendendo o exemplar.

Grupo de Dança Charme em Movimento também participou da ação e mostrou todo seu charme aos presentes durante o flash mob deles. 

 

Por Camila Piacesi